sexta-feira, 22 de junho de 2018

Copa do Mundo: Como personalizar a foto de perfil do Facebook

Para quem você está torcendo? Vejam molduras virtuais com as 32 equipes que disputam o mundial

Acompanhe no tutorial abaixo todo o passo a passo para deixar a sua Copa ainda mais animada (Arte/VEJA)

A Copa do Mundo começou. Quem você quer que vença? VEJA preparou uma ferramenta especial: molduras virtuais com as 32 equipes que disputam o mundial, para que os torcedores declarem seu time favorito nas redes sociais.

Acompanhe no tutorial abaixo todo o passo a passo para deixar a Copa mais animada:

Para mostrar na foto de perfil a sua equipe preferida, basta entrar neste link e escolher seu time.
(Arte/VEJA)

Linha do tempo e Stories no Facebook

Você também pode simplesmente compartilhar uma imagem no seu Stories ou na linha do tempo com as nossas molduras. Basta seguir os seguintes passos:

  • Abra o seu Facebook e clique no ícone da máquina fotográfica

  • Selecione a varinha mágica

  • Escolha a moldura com a sua seleção favorita

  • Pronto! Agora é só tirar a foto e compartilhar sua torcida com todos os seus amigos

(Arte/VEJA)

Nos links abaixo você pode ir direto para a moldura da seleção que deseja. Lembrando que você pode compartilhar a equipe que quer que ganhe todo o campeonato ou apenas o jogo do dia. (Importante: os links só valem para celular; não funcionam em desktop).


Fonte: veja.abril.com.br

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Google lança Android Mensagens para PC; app é similar ao WhatsApp Web

Serviço estreia mensagens SMS e conteúdo multimídia permitido pela tecnologia RCS

Google lançou esta semana o Android Mensagens Web, o que significa que o app nativo do sistema Android passa a ficar acessível pelo navegador do PC. O app, que agora permite trocar SMS pelo computador, funciona como o WhatsApp Web, já que requer um celular para escanear o código na tela do computador para fazer login. A plataforma leva para o desktop a experiência renovada do app, que, por suportar a tecnologia RCS, passa a suportar mensagens com imagem e vídeo além da tradicional mensagem SMS.

A versão web já está disponível no endereço messages.android.com por meio dos navegadores Chrome, Firefox, Opera, Safari e Edge, entre outros. O serviço, porém, requer uma nova versão do app no Android para permitir a conexão. Segundo o Google, a atualização no celular chega para todos “ao longo da semana”.

Android Mensagens, do Google, ganha versão web (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

O Android Mensagens Web deve ser disponibilizado junto com a reformulação do aplicativo para celular comentada desde abril. De um simples gerenciador de SMS, o app irá se transformar em um mensageiro mais completo, com funções semelhantes ao rival iMessage, do iPhone (iOS).

Uma das novidades é o suporte a GIFs e a possibilidade de copiar códigos de ativação recebidos via SMS com um toque. Além disso, o Google traz a função Smart Reply, que lê o contexto de uma mensagem recebida e sugere respostas prontas. Esse recurso, porém, só estará disponível, inicialmente, em inglês.

RCS

A integração entre mensagens SMS e conteúdo multimídia em um único app se dá por meio da tecnologia RCS. O padrão de comunicação já está disponível no Brasil para clientes das operadoras Claro, Oi e Vivo. Usuários deverão poder usar a versão web do serviço para trocar SMS pelo computador com um amigo usando celular, ou vice-versa.

O RCS não oferece mensagens criptografadas, mas o Google garante que as informações entre o celular e o computador do usuário serão protegidas para evitar vazamento de dados sensíveis. Uma vez estabelecida a conexão entre os dois dispositivos, o navegador criptografa a comunicação por 14 dias até exigir uma nova autenticação via código QR.

Fonte: Tech Tudo

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Como consultar o saldo do PIS pelo site da Caixa

É preciso ter em mãos o Número de Identificação Social e a Senha Digital

Através do site da Caixa, é possível consultar o pagamento das cotas do PIS para participantes cadastrados no Fundo PIS/PASEP até 04/10/1988, liberado nesta segunda-feira (18). Além disso, qualquer contribuinte pode consultar seu abono salarial do PIS atual no site.

O site da Caixa Econômica Federal conta com uma seção voltada para a consulta do saldo do PIS. Para realizar a busca, é preciso ter em mãos o número do CPF ou o Número de Identificação Social (NIS) (que é o mesmo número do PIS) e também a sua senha digital. Vale lembrar que a Caixa só atende aos pagamentos do PIS, ou seja, os trabalhadores que possuem PASEP devem procurar o Banco do Brasil. Confira no tutorial a seguir como consultar o saldo do PIS no site da Caixa.

Consultar o saldo das cotas do PIS de 1988

Passo 1. Acesse o site www.caixa.gov.br/cotaspis e selecione o botão “Consulte seu saldo”;

Consulta a saldo de Cotas do PIS no site da Caixa (Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes)

Passo 2. Informe seus dados pessoais para realizar a busca. Você pode utilizar seu CPF ou o número do NIS. Digite também sua data de nascimento, informe se já está aposentado ou não e preencha o captcha. Por fim, assinale o botão “Continuar”;

Informe CPF ou NIS para consultar saldo do PIS (Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes)

Passo 3. Informe sua Senha Internet, que é a mesma utilizada para consultar o extrato no site da Caixa ou no aplicativo para celular, e pressione "Continuar". Caso você não tenha a senha, aprenda como solicitá-la ao final deste tutorial;

Para consultar o saldo do PIS, é preciso ter a Senha Digital da Caixa (Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes)

Passo 4. Caso queira, digite seu telefone para receber novidades da Caixa no celular. Você pode pular esta etapa selecionando a opção “Não quero receber notificações no meu celular”, abaixo do botão "continuar";


Cadastre seu telefone para receber notificações da Caixa no celular (Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes)

Passo 5. Pronto. Seu saldo de Cotas do PIS aparecerá na tela.

Saldo de cotas do PIS no site da Caixa (Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes)

Cadastro de Senha digital

Passo 1. Acesse o site https://servicossociais.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01, digite seu NIS e pressione o botão “Cadastrar senha”;

Cadastro de Senha Digital da Caixa (Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes)

Passo 2. Você deverá aceitar os termos de responsabilidade para continuar;

Aceite os termos de responsabilidade da Caixa Econômica Federal (Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes)

Passo 3. Na próxima tela, crie uma senha de seis a oito dígitos. Repita a mesma senha nos dois campos indicados. Preencha o captcha e selecione “Confirmar”;

Cadastre sua Senha Digital no site da Caixa (Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes)

Passo 4. Uma janela de confirmação informará que a senha foi cadastrada.

Senha Digital da Caixa cadastrada com sucesso (Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes)

Consulta de abono salarial do PIS comum

Caso você não tenha direito às Cotas do PIS referente a 1988, mas queira acessar seu abono salarial do PIS atual, siga os passos a seguir.

Passo 1. Acesse https://servicossociais.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01. Digite seu NIS e sua Senha Internet, preencha o captcha e assinale “Ok”;

Informe seu NIS e Senha Digital para acessar o saldo do abono salarial do PIS (Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes)

Passo 2. No Menu de benefícios da Caixa, escolha a opção “PIS”;

Acesse a aba PIS no site da Caixa (Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes)

Passo 3. Escolha a opção “Consulta a pagamento”;

Consulte o pagamento do PIS no site da Caixa (Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes)

Passo 4. Veja na tela se você tem saldo disponível.

Saldo do abono salarial do PIS no site da Caixa (Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes)

Fonte:Tech Tudo

Celulares da Motorola sofrem problema de GPS; Moto G4 Play recebe correção

Exclusivo • Fabricante promete reparo de graça para produtos fora da garantia.

O hábito de consultar o celular para saber o caminho mais rápido até o destino se tornou um drama para donos de modelos fabricados pela Motorola. Alguns smartphones estão com problema para detectar o sinal de GPS, causando um verdadeiro apagão durante o uso de aplicativos como Waze e Google Maps.

“O Maps não consegue iniciar a navegação da forma correta, que seria colocar uma rota e começar a direcionar o usuário”, conta o analista de TI Giliardy Correia Arena. Dono de um Moto Z Play de primeira geração, ele também tentou usar o Here WeGo, mas enfrentou dificuldade.

Waze alerta para ausência de sinal de GPS (Foto: Arquivo pessoal / Giliardy Correia Arena)

Arena não está sozinho. A internet está repleta de consumidores se queixando do mesmo problema – são usuários de Moto G4 Play, Moto G4, Moto Z2 Force e até produtos mais recentes, como o Moto G6 e o Moto G6 Plus. Diante de tantas reclamações, a Motorola começou a se mexer: no fórum online oficial, pediu a clientes que enviem relatos para compreender a questão.

O caso mais latente diz respeito ao G4 Play, produto que chegou ao mercado brasileiro em 2016 e até hoje tem o apelo do preço baixo. A Motorola reconhece a falha que afeta o funcionamento do GPS “em uma pequena parcela dos usuários”. A empresa de origem americana não revela o número de pessoas atingidas pela pane.

Moto G4 Play esteve entre os destaques da Motorola em 2016 (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)

A companhia explica que a correção está presente no software NPI26.48-43 e recomenda que os usuários autorizem a atualização caso recebam um alerta entre as notificações do telefone.

Também há a opção de seguir o caminho abaixo para checar se o reparo está disponível, informa a Motorola em nota:

  1. Selecione o ícone “Configurar” no menu de aplicativos.
  2. Selecione “Sobre o telefone” + “Atualizações do sistema”.
  3. Selecione “Sim, eu aceito”. Após concluir o download do software, selecione “Instalar”.
O novo software com promessa de restaurar as funcionalidades do GPS foi percebido pelos consumidores da marca. Também na internet, eles relatam que o bug desapareceu depois que a atualização foi liberada. Moradores de outros países, no entanto, ainda se queixam da falta de posicionamento da empresa.

Por ora, a Motorola confirma o revés tecnológico apenas no G4 Play. A fabricante foi perguntada sobre como seria o procedimento de reparo caso o produto não esteja na garantia e promete gratuidade para casos assim. Diz a nota enviada ao TechTudo: “Caso o usuário leve o aparelho a uma assistência autorizada ou entre em contato com o SAC e seja constatado que o problema do GPS seja de software, o reparo/instalação será gratuito. Para outras situações, a Motorola analisará caso a caso, após contato com os canais oficiais da marca.”

Os compradores se viram como podem. No caso de Arena, dono de um Moto Z, o caminho encontrado foi restaurar o sistema do telefone (mantendo o patch mais recente). “Resolveu parcialmente. O GPS ao menos funciona, mas tem oscilado mesmo em áreas abertas”, diz.

Conversamos com o proprietário de um Moto Z2 Force, modelo mais poderoso lançado pela Motorola no ano passado – com direito a tela que não se despedaça ao cair de elevadas alturas. Ele se queixa do tratamento dado pelo SAC da marca, que se recusa a devolver o dinheiro. “Eles lançaram uma atualização. Vi primeiro no fórum inglês. Não me lembro se recebi e instalei“, relata. Seu smartphone voltou a funcionar depois disso.

“Permanece um pouco da desconfiança. Tanto que comprei recentemente um celular para dar de presente e não fui de Motorola”, afirma o freguês.

Funcionário pede que consumidores enviem relatos sobre GPS em fórum oficial (Foto: Reprodução / TechTudo)

O que diz a fabricante

Saiba a resposta da Motorola na íntegra:

“A Motorola informa que recebeu relatos isolados de consumidores e irá analisá-los para entender melhor os casos. Caso algum consumidor tenha problema ou dúvida relacionada com o funcionamento do GPS ou localização do aparelho, a empresa orienta os usuários encaminharem o smartphone para uma assistência técnica autorizada para receber todo o suporte necessário.

O consumidor pode ainda ligar no serviço de Atendimento e Vendas ao Consumidor pelos telefones 4002-1244 para as capitais e regiões metropolitanas e 0800 773 1244 para as demais localidades.”

Em resposta, a empresa fez os seguintes esclarecimentos adicionais em um segundo email:

Sobre número de clientes afetados:Não abrimos o número em totais, no entanto, podemos afirmar que trata-se de uma pequena parcela de usuários em relação ao número de usuários ativos do modelo.”

Sobre os detalhes da atualização: “Disponibilizamos o software (NPI26.48-43) com a correção para toda a base. Sendo assim, os usuários do Moto G4 Play recebem uma notificação no próprio aparelho. Caso o usuário tenha recebido essa notificação, ele deve selecionar 'Baixar' e após concluir o download do software, selecione 'Instalar'. Caso não tenha recebido notificação sobre esta atualização, ele pode verificar manualmente por meio do passo a passo abaixo: Selecione o ícone 'Configurar' no menu de aplicativos. Selecione 'Sobre o telefone' + 'Atualizações do sistema'. Selecione 'Sim, eu aceito'. Após concluir o download do software, selecione 'Instalar'.”

Sobre o atendimento a produtos fora da garantia: “Com relação ao G4 Play, caso o usuário leve o aparelho a uma assistência autorizada ou entre em contato com o SAC e seja constatado que o problema do GPS seja de software, o reparo/instalação será gratuito. Para outras situações, a Motorola analisará caso a caso, após contato com os canais oficiais da marca.”

Fonte:Tech Tudo

terça-feira, 19 de junho de 2018

Golpe promete desconto em óculos de sol, mas rouba perfil em redes sociais

(Foto: Pexels)

Uma mensagem falsa espalhada por redes sociais promete um óculos da marca Ray-Ban com desconto, mas é apenas mais um golpe que visa roubar informações pessoais de usuários, incluindo até mesmo credenciais bancárias.

A suposta promoção está sendo distribuída principalmente pelo Instagram. Ela promete uma unidade de óculos de sol com até 90% de desconto. Quando a vítima tenta comprar o produto, acaba cedendo dados pessoais para golpistas.

O site falso pede credenciais do Facebook para login, o que pode facilitar a invasão de contas. Com acesso a perfil de usuários, os golpistas podem fazer postagens em nome das vítimas para tentar enganar mais pessoas. Além disso, informações de cartão de crédito e credenciais bancárias podem ser roubadas caso a pessoa tente finalizar a compra.

Para evitar cair nesse tipo de golpe, uma boa tática é sempre desconfiar de ofertas que parecem fora da realidade - como um produto com 90% de destaque, por exemplo.

Além disso, é bom sempre lembrar de usar senhas seguras em contas pessoais e também ativar a autenticação em dois fatores para evitar que golpistas ganhem acesso ao perfil de redes sociais.

Fonte: olhardigital.com.br

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Repetidor de sinal Multilaser RE051 é bom? Veja especificações e preço

Aparelho promete rápida transferência de dados para eliminar pontos fracos da conexão no ambiente

O RE05 é um repetidor de sinal da Multilaser à venda no Brasil pelo preço de R$ 80. O aparelho pode ajudar a aumentar o alcance do sinal de Internet dentro de casa ou no escritório. Com 300 Mb/s, o modelo promete alta velocidade na transferência de dados e conta com instalação simples, precisando apenas acionar um botão no roteador principal do ambiente.

Antes de investir no repetidor, veja a seguir a análise completa das especificações do Multilaser RE05. Descubra se o equipamento vale a pena para o tipo de uso que você deseja.

Ficha técnica

  • Preço oficial: R$ 80

  • Preço no varejo: R$ 68

  • Cor: branco

  • Peso: 200 g

  • Dimensões: 11 x 6 x 8,6 cm

  • Velocidade: 300 Mbps

  • Frequência: 2.4 GHz

  • Protocolo wireless: b/g/n

  • Função WPS: sim

  • Garantia: 12 meses

Repetidor RE051 tem 300 Mbps e pode ser encontrado por preço médio de R$ 74 (Foto: Divulgação/Multilaser)

Potência e alcance

A principal função do repetidor é aumentar o alcance da Internet em pontos da casa ou do escritório em que o sinal está fraco. Para isso, o RE051 oferece 300 Mb/s de velocidade com largura de banda de 2.4 GHz para rápida transferência de dados.

O aparelho da Multilaser conta com antena interna e é compatível com os protocolos wireless b/g/n, padrões encontrados em grande parte dos roteadores domésticos. Além disso, o modelo tem tecnologia MIMOpara auxiliar na transmissão de sinal sem fio.

RE051 trabalha com 2.4 GHz para ajudar a repetir o sinal de internet (Foto: Divulgação/Multilaser)

Para definir prioridades de acesso, o repetidor também oferece tecnologia QoS (Quality of Service, ou Qualidade de Serviço), por meio do qual o usuário pode direcionar a rede para um ou mais aparelhos específicos. É uma ferramenta útil, por exemplo, para um local com muitos usuários em que alguns precisam de uma velocidade superior por conta do serviço realizado.

Segurança

A proteção de dados com o RE051 fica por conta da função WPS (Wi-Fi Protected Setup, ou Configuração de Wi-Fi Protegido). O recurso é útil para liberar acessos na rede de forma rápida sem precisar de senhas. No entanto, deve ficar sempre desativado para evitar invasões de hackers no aparelho.

Botão WPS pode ajudar na segurança, além de participar da instalação do aparelho (Foto: Divulgação/Multilaser)

Instalação

O aparelho, disponível apenas na cor branca, tem instalação fácil e prática. Segundo a Multilaser, basta pressionar o botão WPS no roteador principal por três segundos e depois pressionar o botão WPS do RE051 por até dez. O aparelho que vai "esticar" o sinal deve ser colocado em uma tomada próxima a um ponto com conexão fraca no ambiente.

Para fazer outras configurações e conferir se o aparelho está funcionando, o modelo traz também um cabo e uma porta RJ-45, botão para resetar e indicadores Power, Wireless, WPS e LAN.

Preço e garantia

Repetidor RE051 tem indicadores de funções e pode ser conectado com cabo RJ-45 (Foto: Divulgação/Multilaser)

Na loja da Multilaser, o repetidor RE051 está disponível para comprar por R$ 80. Já no varejo nacional, o modelo está à venda por R$ 68. A fabricante promete garantia de até 12 meses. Na caixa do produto, além do aparelho, o usuário recebe um cabo RJ-45 e um guia rápido para instalação.

Concorrentes

O RE051 trabalha de forma semelhante ao concorrente da TP-Link, o TL-WA850RE. O repetidor também promete velocidade de 300 Mb/s e custa cerca de R$ 75. Para quem quer uma opção um pouco mais avançada que o modelo da Multilaser, o D-Link DAP-1325, à venda por R$ 109, tem antena externa e protocolo 802.11 ac.

Fonte:Tech Tudo

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Cry Brazil: ransomware sequestra PCs de brasileiros; saiba se proteger

Software maliciosos troca papel de parede e criptografa arquivos.

O Cry Brazil é um tipo de ransomware que tem chamado a atenção de pesquisadores de segurança digital. Descoberto este mês pelo MalwareHunterTeam, o vírus está se espalhado pela Internet e tem como alvo, principalmente, usuários brasileiros. Quando instalado, o malware criptografa e "sequestra" os arquivos do computador e troca o papel de parede do Windows com uma mensagem em português pedindo resgate para liberar os documentos.

O software malicioso foi desenvolvido com base no Hidden Tear, um projeto de código aberto usado para ensinar como criar um ransmoware de forma básica. O Cry Brazil tem a mesma proposta do WannaCry, um vírus que atingiu vários países e causou caos em sistemas de empresas públicas e privadas.

Papel de parede é substituído por imagem com instruções para resgate (Foto: Reprodução/PC Risk)

O que é ransomware?

O ransomware é um malware que sequestra o computador da vítima e cobra um valor em dinheiro pelo resgate, geralmente, em moedas digitais, como o Bitcoin. Este tipo de software malicioso age codificando os arquivos do sistema operacional de forma com que o usuário não consegue mais abrir esses documentos.

O caso mais famoso até hoje é o WannaCry. O ransonware se espalhou em 2017 levando pânico por inutilizar milhões de computadores ao redor do mundo.

Como o Cry Brazil se espalha?

O Cry Brazil traz a mesma proposta do que o WannaCry, porém sua construção leva como base códigos de um já conhecido kit de desenvolvimento. Os criminosos tentam atrair vítimas através de ataques de phishing, ao enviar um documento falso por e-mail. O arquivo simula um PDF, porém traz um executável oculto que instala o vírus no computador.

O que ele pode fazer?

Ao tentar abrir o PDF falso e instalar o ransomware no computador, o software malicioso faz uma varredura para identificar os arquivos na máquina. Em seguida utiliza criptografia para impedir que eles sejam abertos - todos os documentos, entre fotos, vídeos, músicas e textos, são bloqueados e ganham a extensão .crybrazil.

Junto a isso, o software malicioso também consegue alterar o papel de parede do Windows. Ao contrário de outros tipos de ransomware, a imagem não mostra qualquer chave para depositar moedas digitais. Apenas um e-mail de contato aparece no aviso.

Ele também cria um documento "SUA_CHAVE.html" . Ao clicar, o usuário é redirecionado para uma página falsa para fazer o download Adobe Flash Player.

Cry Brazil criptografa arquivos (Foto: Reprodução/PC Risk)

Como se proteger?

Por utilizar códigos já conhecidos, grande parte dos antivírus já conseguem detectar o Cry Brazil e impedir que seja instalado no computador. De acordo com a ferramenta Virus Total, entre os softwares que identificam o Cry Brazil estão AVG, Avast e Kaspersky. Veja algumas dicas para se proteger:

  1. Manter o sistema e o antivírus atualizados.
  2. Não baixar arquivos não solicitados por e-mail.
  3. Evitar clicar em links desconhecidos.
Se seu computador já foi afetado e os seus arquivos foram criptografados pelo Cry Brazil, a recomentação é não pagar o resgate. Uma restauração no sistema pode fazer com que eles voltem ao normal.


Fonte:Tech Tudo